Google+ Followers

quinta-feira, 21 de março de 2013

CONTO


SOBRINHA - Meu Presente


Há 2 anos conheci uma garota num chat, e em pouco tempo ja estávamos namorando. Minhas transas são sempre recheadas de muitas fantasias, e por coincidencia ela tambem gosta de muitas fantasias e uma delas seria de transar com uma mulher, seria um prato cheio, quem não gosta de sexo a três? Em nossas relações sempre envolvíamos alguem, como por exemplo uma amiga, a irmã dela a cunhada e chegamos ao ponto de incluir até a mãe dela em nossas brincadeiras, muitas vezes me ligava de casa so pra dizer alguma coisa de lá, certa vez falou que sua cunhada estava so de calcinha andando pela casa, me contava como era o corpo dela, se eu queria comer ela, e assim por diante ficávamos horas no telefone brincando outra hora era a irmã e dizia tambem da carência da mãe que ha muito nao "via" um homem. Bem era uma putaria só. Até que um dia me convidou a ir almoçar na casa dela, fui com muito respeito, conheci todos de sua casa, não havia homem, só mulheres. Tinha uma sobrinha que mesmo sendo ainda uma menina, percebia-se que seria uma linda mulher, a partir dai começamos a incluir ela em nossas fantasias, so que isso ficou muito serio, não pensava em outra coisa a não ser naquele corpinho lindo começando a se transformar, com umas pernas compridas e finas, um cabelo castanho muito bonito, e um sorriso encantador, sempre que ia lá minha namorada escolhia a roupa que ela iria vestir pra receber minha visita, como ela era muito safada colocava nela uma mini-saia, uma blusinha sempre mostrando seu lindo corpinho, muitas vezes me deixava estrategicamente em sua frente so pra que eu visse sua calcinha, que por sinal foram inúmeras e me perguntava depois se eu havia gostado da cor e que havia comprado pra mim, uma bem sensual, ja de mocinha, so pra me agradar e por vezes levava um delas usada, pra minha casa so pra eu poder sentir seu cheiro, colocava na boca e no meio de meu pau e sua buceta,con feso que chegava a gozar com isso. E quando eu e a tia transávamos ela era nossa excitação. Nossas brincadeiras começaram a ficar insustentavel, nos dois tinhamos uma grande tesão pela garota, nessas alturas ja tinha de cor todos os contornos de seu corpo, tamanho de seus peitinhos, formato de sua bucetinha, e até a côr e quantos pelinhos havia crescidos em sua area genital. Como ja não estava dando mais pra aguentar combinamos que iriamos passar um fim de semana na praia, eu, ela e a sobrinha, foi ai que percebi o quanto ela tinha o corpinho encantador, como so estavamos pensando em sacanagem, minha namorada e ela foram colocar um biquini no quarto e de proposito deixou a porta entre-aberta, e eu do sofá ficava só olhando ela se trocar, pela primeira vez pude ver seu corpo nu, ja que minha namorada fazia com que ela ficasse sempre a mostra, com isso pude ver todo o seu corpo, com uma bundinha de perder o folego, meu pau ja duro, vendo tudo aquilo, imaginando passar a lingua naquele cuzinho, quando ela ficava de frente pudia ver sua barriguinha, seu peitinho, aquela pernas lindas e tambem pude notar o formato de sua bucetinha, não guentei, gozei, corri pro banheiro. A noite, a tia pediu pra ela por uma camisolinha e uma calcinha daquelas que ela havia comprado, a pincipio ficou um pouco envergonhada, mas a tia a encorajou, dizendo - ele ja te viu de biquini o dia todo, qual o problema de ficar assim? Ficamos assistindo TV ela sentada num sofa quase de frente, linda parecia uma princesa, a principio com as pernas fechadas comportadamente, mas foi relaxando deixando a mostra sua calcinha bege com bichinhos, minha namorada percebendo minha excitação tratou de pegar um lençol colocando sobre nós, querendo esconder meu caralho latejando de tesão, e por baixo do lençol ela me masturbava. Até que a garota dormiu la mesmo no sofá,estava muito cansada. A partir dai ficou mas emocionante, aproveitando que estava dormindo ela começou a mostra-me todos os detalhes daquele lindo corpinho, sem toca-la, em momento algum a tocamos, so olhavamos, como sua calcinha e seus peitinhos estavam a mostra, me ajoelhei perto dela observando cada detalhe de seu corpo sem toca-la podia ate saber que seus seios cabiam em minha mão, minha namorada me masturbando e eu olhando, chequei bem perto de sua bucetinha e pude até sentir o cheiro de sua buceta, por pouco não puxei a calcinha dela de lado pra poder ver melhor seu grelinho, conferir se havia crescido mais alguns pelo, mas ela não permitia toca-la, foi um trato. Então coloquei minha namorada de quatro no sofá onde a garota estava, e penetrei meu caralho todo nela, praticamente em cima dela. Com meu caralho todinho naquela mulher feita, olhando pra aquele corpin ho lindo, nessa hora falamos pouco, mas a nossa intenção era levar ela pra cama e fazer tudo aquilo que sempre comentavamos nas horas de mais furor, minha namorada sempre quiz poder passar a lingua naquela xaninha, dizia-me que era um desejo quase incontrolavel, tudo isso com meu caralho todinho em sua buceta, aquele corpinho ali, sem podermos fazer nada, até que em determinado momento a pequena começou a se virar no sofa, seu corpo todo a mostra, abrindo as pernas, pude reparar o rachinho de sua pequena buceta, sinceramente naquele momento nao pudemos mais resistir, gozamos, cada um com uma fantasia, cada um comendo aquela menina de uma maneira. E assim ficamos naquela fim de semana, sem toca-la era era na verdade a nossa amante, nosso tesão, e sempre as nossas fodas eram voltadas para ela. Bem aquilo ficou muito serio e então precisavamos extravassar nossas loucuras com alguem, até que convidamos uma amiga dela ... bem isso fica pra uma outra vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário