Google+ Followers

Dicas de chegar ao orgasmo!




Vale a pena ver!







Conheça 3 maneiras garantidas para atingir o orgasmo

Imagem: Getty Images As posições sexuais que garantem o seu prazer (Imagem:Getty Images)As posições sexuais que garantem o seu prazer

Você tem dificuldades ou demora para alcançar o orgasmo? A sex personal trainer Rita Rostirolla revela três posições que facilitam você atingir o clímax. Teste na cama!

1. Sentada sobre ele
Sem dúvida alguma, esta é uma das posições que mais facilitam o orgasmo feminino. Quando você está por cima, pode controlar a intensidade da penetração e o ritmo da massagem no seu clitóris. Muitas vezes o homem nem precisa se movimentar - é você quem comanda o show! Uma sugestão é inclinar o corpo para a frente ou para trás, procurando o ângulo que mais lhe agrada, e ainda experimentar a posição invertida, ou seja, aquela em que você fica em cima do parceiro mas de costas para o rosto dele. O mais provável é que os dois tenham orgasmos simultâneos!

2. Papai-e-mamãe
Embora seja a posição mais comum entre os parceiros, nem sempre é bem aproveitada. Para que isso aconteça, ou seja, para que haja a estimulação do clitóris, basta colocar um ou dois travesseiros debaixo do bumbum. Assim você fica com a pélvis empinada e o clitóris mais elevado. Se estiver animada, experimente pôr os pés nos ombros do parceiro, elevando ligeiramente os quadris. Você terá o mesmo ângulo que conseguiria com os travesseiros. Acertando o ritmo, você vai ver estrelas, porque a posição permite a massagem simultânea do clitóris e do ponto G. Outro fator positivo da papai-e-mamãe é que ela também permite o contato visual entre os amantes e a troca de beijos apaixonados.

3. De quatro
Os homens costumam apreciar bastante a posição, especialmente porque têm contato direto com um objeto de desejo: o bumbum. Para você, ela também vale ouro. O pênis de seu namorado vai estimular seu ponto G, além do ponto Y, que fica no fundo da vagina, bem próximo do colo do útero. Não bastasse isso, seu amor ainda pode usar as mãos para acariciar seus seios, clitóris, e beijá-la na nuca, uma área altamente erógena. Algumas garotas reclamam apenas de desconforto nos joelhos ou mesmo na palma das mãos. Para resolver o problema, basta providenciar almofadas ou usar a cama como base para a transa. Outro aspecto estimulante desta posição é que você tem a certeza de estar excitando ao máximo o seu homem, pois ele provavelmente fantasiará que estão fazendo sexo anal . E, verdade seja dita, constatar que o parceiro está gostando da transa eleva a auto-estima de qualquer mulher!
Fonte: Mdemulher.abril.com







Confira manual do sexo anal para tirar todas as suas dúvidas

Imagem: Getty ImagesTire suas dúvidas sobre sexo anal e divirta-se(Imagem:Getty Images)Tire suas dúvidas sobre sexo anal e divirta-se
Um roteiro completo para explicar tudo - mas tudo mesmo! - sobre a prática que, apesar de ser tabu para muitas mulheres, pode ser bastante prazerosa:

Fator Psicológico
Medo. Eis o argumento de boa parte das mulheres para não experimentar o sexo anal. Mas... medo de quê? A não ser que sofra de hemorroidas ou tenha qualquer outro problema na região do ânus, não há mal nenhum. A curiosidade em experimentar já movimenta a vida sexual. "Quando existe desejo, vontade e decisão, não dói", afirma Aretusa Menezes, autora de 10 Mandamentos para a Felicidade Sexual da Mulher (Ed. Jaboticaba).

Treine sozinha
No banho, acaricie a região anal com movimentos circulares e delicados. Quando se sentir familiarizada com o toque, chame o parceiro para debaixo do chuveiro. Beije-o enquanto se alisa. Peça para que ele, sempre de forma gentil, toque seu ânus. Depois, que introduza um dedo, dois... até a hora em que se sentir à vontade para a penetração.

Posições
· Sentada sobre o parceiro: ótima para iniciantes, pois permite que a mulher controle a penetração.

· De lado: facilita o relaxamento e permite ao homem estimular seios e clitóris durante a penetração. IMPORTANTE: Jamais faça anal sem gel, que facilita a penetração. Ele deve ser à base de água e não conter anestésicos (assim, evita de você se machucar sem perceber).

E o parceiro?
Não há sexo anal bem-sucedido sem um parceiro carinhoso. "Ele deve penetrar devagarinho, parar por alguns segundos e então continuar", ensinam os americanos Dan Andreson e Maggie Berman no livro Dicas de Sexo para Mulheres - Por Um Homem Gay (Ed. Jaboticaba). Se ele for principiante, você pode controlar o vaivém.

Kit obrigatório para praticar
· Camisinha: Comparado à vagina, o ânus tem mais chances de ser infectado por alguma doenças - mesmo sem haver cortes na região. Por isso, use preservativo. Se for fazer sexo vaginal em seguida, use outro. Senão, as bactérias que habitam o ânus vão para lá.

· Lubrificante: O ânus não é elástico nem dispõe de uma lubrificação natural, como acontece na vagina. Portanto, para amenizar o atrito, e evitar que a camisinha se rompa pela fricção, use um lubrificante de gel à base de água, vendido em farmácias.

· Higiene: Há quem recorra à lavagem intestinal para evitar a presença de detritos de fezes na hora H... Mas isso é exagero. "Uma boa higiene durante o banho é suficiente", afirma a proctologista Karen Mallmann, de Porto Alegre (RS).




Saiba como ter seu primeiro orgasmo intenso

Falta de repertório erótico

A gestora em internet Ana Luiza Basilio, 27 anos, conseguiu a proeza de perder a virgindade e ter o primeiro orgasmo na mesma noite... Em situações diferentes! Isso foi há dez anos, quando ela e o ficante transaram em um carro. "Fui embora com a sensação de que faltava algo. Cheguei em casa e comecei a me tocar lembrando da cena de minutos antes. Gozei pela primeira vez na vida", conta. Depois dessa experiência, ela demorou meses para conseguir ter um orgasmo com o parceiro. Enquanto tentava, acumulou repertório erótico. "Até então, eu não sentia prazer nem com masturbação porque - juro! - sofria de falta de ideias. Com o tempo entendi que tesão tem tudo a ver com imaginação. " Perceber quanto seu corpo dava prazer ao companheiro também foi um estímulo para chegar lá. "Eu me concentrei nos gemidos do cara... E aí a coisa aconteceu."

Questão de expectativa

Na adolescência, a estudante Stella Munhoz, 22, sonhava com noites de amor românticas, com direito a jantares à luz de velas. Na prática, suas primeiras transas, aos 15 anos, não tiveram nada dessa atmosfera de conto de fadas. "Muitas vezes eu me senti uma mulher-objeto", lembra ela. "Meu primeiro namorado ficava nervoso quando eu não queria sexo e não se esforçava nem um pouco para me dar prazer. Por causa dele, encanei com a ideia de que os homens são incapazes de aliar tesão e sentimento. Daí não conseguia gozar." O parceiro seguinte teve de penar para convencer Stella de que nem todos os caras são iguais. Durante um ano, caprichou nas preliminares, no sexo oral , nos beijos e carinhos, e aí finalmente ela conseguiu chegar lá. "O engraçado é que o orgasmo veio justamente num dia em que a transa começou com meu namorado me pegando com força pela nuca e pela cintura ao mesmo tempo. Fez toda a diferença me sentir não só desejada, mas amada de verdade."

Sem tempo para gozar

A consultora financeira Aída Maguña, 25, sempre foi liberal com o corpo. Desde a adolescência se masturbava com regularidade, sem nunca conseguir ter prazer. Mesmo quando as sensações sexuais (solitárias ou a dois) eram boas, Aída acabava se desconcentrando antes de gozar. "Eu ia ficando cansada", explica. "Demorava demais... E aí eu começava a divagar. Quando estava com um cara, ficava preocupada com o que ele poderia estar pensando, se estava percebendo a minha demora... Os homens são mais rápidos do que a gente! Muitas vezes eu fingia que tinha gozado para poupar o outro. Era mais prático." A chave para o primeiro gozo foi a saudade. Aos 18 anos, Aída começou a namorar um garoto que morava em outra cidade. Como os dois se encontravam menos do que ela gostaria, quando rolava Aída chegava cheia de tesão. "Gozei um dia em que fizemos amor como se fosse a última vez", lembra. "A partir daí, foi tudo mais fácil. Fiquei mais concentrada porque não tinha tempo a perder!"

Sexo verbal

Já no dia em que deu início à sua vida sexual, a ilustradora Thany Sanches, 23, começou também uma longa pesquisa sobre os motivos de não atingir o orgasmo. "Eu tinha 16 anos e me masturbava havia algum tempo, mas não gozava. Achei que com um parceiro seria mais fácil. Como não aconteceu, fiquei preocupada." Thany chegou a "trocar uma ideia" com um amigo cujo pai é ginecologista para tentar entender seu "problema". Consultou também sua própria médica. "Todo mundo me tranquilizava dizendo que era assim mesmo, demoraaaado. Mas a espera só turbinava ainda mais minha ansiedade." Depois de muito blablablá no ouvido do namorado - obviamente ele também foi envolvido na caçada ao orgasmo perdido -, Thany percebeu que talvez a obsessão estivesse dificultando as coisas. "Só funcionou quando desisti de pensar para não encanar, acredita? As pessoas dizem que a gente precisa relaxar para gozar, e é verdade. Minha primeira vez foi com penetração. Acabou sendo mais fácil do que eu imaginava. Difícil foi chegar ao ponto de relaxar."

Namorado compreensível

Recém-apresentada ao orgasmo, a estilista Thaysa Flores, 23, chegou lá depois de dois anos de tentativas. "Só transei com meu namorado atual. Quando perdi a virgindade, aos 21, não senti nada além de dor. Era meio puritana." Thaysa precisou ser incentivada pelo parceiro para se permitir gozar - o sujeito virou uma espécie de cheerleader do orgasmo alheio. "Um dia o Luís Fernando me falou que não tinha importância que eu demorasse. Ele achava injusto que só um de nós tivesse prazer." Com essa ajudinha, ela foi montando um mapa erógeno de seu próprio corpo. Descobriu que adora sexo oral e que seu osso do quadril é megassensível - o mapeamento veio acompanhado do primeiro orgasmo. "Eu, que às vezes usava a dor de cabeça como desculpa para não transar, hoje considero o sexo um santo remédio para enxaqueca!"
 
Fonte: Mdemulher.com


Saiba como chegar ao orgasmo junto com ele

Seu amor sempre chega ao orgasmo antes de você? Com algumas táticas, é possível sincronizar o prazer de ambos.

Durante as preliminares

Peça para o gato acariciar seu clitóris com os dedos usando um pouco de lubrificante.

Toque a base do pênis dele, sem chegar à ponta, que é mais sensível.

Durante a penetração

Se estiver por cima, mova-se para a frente e para trás, aumentando a fricção contra o clitóris.

Se a posição for papai e mamãe, abrace-o com as pernas, colando seu corpo no dele.

Um segundo antes

Feche os olhos e pense na sua fantasia mais picante e secreta.

Se sentir que ele vai explodir antes de você, faça um anel com seu dedo indicador e o polegar em torno da base do pênis. Isso ajudará a segurar a ejaculação.
 
Fonte: Mdemulher


Saiba 8 táticas para ter orgasmos intensos

Muitas coisas são melhores geladas... Ostras, margueritas, champanhe e, acredite ou não, às vezes até sexo. É isso mesmo: o segredo para colocar fogo nos seus momentos de luxúria pode estar dentro do congelador. Nós sabemos o que acabou de passar pela sua cabeça: como algo frrrio vai aquecer a transa mais do que nunca? “Tocar a pele morna com gelo ativa exatamente o feixe de nervos responsável pela ereção e excitação”, responde Kevin Strang, psicólogo da Escola de Medicina e Saúde Pública da Universidade de Wisconsin, nos Estados Unidos. Sem falar que trazer esse convidado inesperado para as tórridas noites de verão é garantia de diversão extra.

Agora, confira e aposte nos oito movimentos para esquentar seu relacionamento

Provocação com o gelo nos lábios
Sabe por que os homens ficam de queixo caído ao nos verem chupando pirulito? Todos imaginam como seria se transformar no doce que passeia por entre os lábios femininos, ora! Bem, lamber gelo tem o mesmo efeito excitante neles.

DICA DA SEDUÇÃO: Aproveite a próxima ida a um bar ou a um restaurante de beira de praia para tirar partido dessa fraqueza masculina. Sentada na frente do seu querido, enquanto admira distraída o pôr-do-sol, pegue um cubo de gelo arredondado do suco ou do drinque e coloque inteiro na boca. Brinque com ele de maneira casual (como se não fizesse idéia do que está provocando), deixe uma ponta aparecer sorrateiramente vez ou outra. Em segundos, seu homem vai agarrar o colarinho do garçom implorando pela conta, pode acreditar.

Massagem de arrepiar
Dê o pontapé inicial às festividades glaciais com um toque erótico que vai causar febre de 40 graus no seu amor .

DICA DA SEDUÇÃO: Para o passo-a-passo "mal-intencionado", coloque uma porção generosa de óleo perfumado em uma das mãos e esfregue-as para aquecê-lo. Então, massageie os ombros nus do gato. Na seqüência, passe um cubo de gelo pela mesma área. Repita o processo lentamente, descendo costas abaixo e terminando no bumbum. Nessa zona proibida, você pode brincar com o vale, nas dobras de união com as coxas e até entre elas. Mesmo que o moço peça água, continue dando um gelo nele!

Sexo oral com gelo
Na reportagem Dicas de sexo e amor vindas da China, revelamos que uma das lições mais importantes do manual de sexo das Tigresas Brancas, uma elite de instrutoras sexuais, é compreender o poder do sexo oral. Elas aprendem a se sentir poderosas e a dominar um homem durante a prática, pois conhecem como ninguém as sensações emocionais que ela desencadeia. Portanto, aproveite a oportunidade para acrescentar uma pedra de gelo e aumentar ainda mais o prazer!

DICA DA SEDUÇÃO:
 Enquanto estiver lá embaixo fazendo sexo oral, adicione, sem que ele perceba, uma pedra de gelo. A tática é desenhar um oito na virilha ou parte interna da coxa do seu homem. Tente fazer as duas performances ao mesmo tempo para tornar a experiência de tirar o fôlego. As sensações opostas e simultâneas vão fazê-lo entrar em ebulição.

Trilha sexy: momento de prazer para você
Agora é a sua vez. Deite-se de costas e acaricie seus pontos mais sensíveis — a nuca, os mamilos, a parte interna das coxas, atrás dos joelhos — com um sortudo cubo de gelo. Então, peça ao seu amor que lamba a trilha nada incandescente que acabou de desenhar. O frio estimula as terminações nervosas e liga seus motores do tesão. E a língua dele, abrasadora, intensifica esse prazer. Sem falar que o gato amará vê-la se estimulando...

Use o gelo dentro da banheira
No quarto da pousada tem banheira? Maravilha. Peça ao serviço de quarto que entregue uma garrafa de prosecco em um balde de gelo. Não se esqueça de frisar que os cubos precisam ser feitos com água potável. Então, prepare o ambiente com velas.

DICA DA SEDUÇÃO: Para um efeito extra, besunte seu corpo com óleo aromático e chame o gato. Depois de um brinde à luxúria e alguns goles para relaxar, mergulhem na água morna (suas curvas ficarão cheias de bolinhas d’água, por causa do óleo, o que é supersexy). Pegue duas pedras do prazer e entregue uma a ele. Passe a sua no pênis e peça ao moço que faça o mesmo em seus seios e vagina. Hum... Os mergulhadores dos pólos deixarão vocês em ponto de bala.

Raspadinha mais que safada
Envolva um cubo de gelo com os lábios por aproximadamente 15 segundos, até que praticamente congelem. Então, com as mãos aquecidas, envolva o menino dele e o presenteie com beijos. O contraste entre seus lábios gelados e a boca quente fará o pobre rapaz revirar os olhos.

DICA DA SEDUÇÃO: Outro método para deixá-lo louco é usar uma colher de sopa de raspadinha. Enquanto se esforça para manter o gelo picado na boca, inevitavelmente terá que sugar o pênis com mais força. Ele ficará tão agradecido que você poderá pedir o que quiser depois...

Tortura de sexo oral com sabor
Um dia antes de receber seu lindo, encha as fôrmas com vinho branco, água-de-coco ou saquê e coloque tudo no freezer. Quando ele chegar, você terá um coquetel de sabores pronto, esperando por uma happy hour privê. Aí, é escolher a ordem das bebidas.

DICA DA SEDUÇÃO: Primeiro, ele chupa o cubo, e você, também com um na boca, o tortura com uma sessão de sexo oral. Depois, é a sua vez de se recostar no sofá e subir aos céus enquanto a língua do gato e o gelo se revezam no seu esconderijo do prazer.

Picolé erótico
Prepare um suco de melancia e coloque para congelar em um plástico fino e comprido (vale até uma camisinha, se você quiser ousar). Aí, corte a pontinha e simule uma sessão fervente de masturbação passando o picolé nos lábios, seios, descendo pelo ventre, até chegar lá. Seu homem merece um prêmio se agüentar ver o show por mais de cinco minutos.

DICA DA SEDUÇÃO: Se o seu amado estiver quase vendo estrelas e ouvindo os sinos tocarem, enquanto você ainda precisa de tempo para atingir o clímax, segure uma pedra de gelo por alguns segundos e toque delicadamente os testículos do gato. É tiro e queda para adiar o orgasmo.
 
Fonte: Cabeça de cuia





Um comentário: