Google+ Followers

Contos erótico, Etêros,Gays, Lésbicas e afins...

O pastor despregou minha mulher

Casei com minha namorada Sara, uma mulher muito bonita, gostosa e tem uma bunda que deixa qualquer um doido. Quando casamos, trepávamos o dia todo, ela é insaciável, quanto mais fudia com ela, mais cacete ela pedia. Sua especialidade, éra anal como ela gostava e depois de alguns filmes adorava engolir porra.

Há tempos atrás, começamos a frequentar uma igreja, pois nem só de sexo vive um casal. Os irmãos nos recepcionaram muito bem e continuamos a ir. Até que num certo dia, o pastor teve que se ausentar por motivo de saúde e veio outro para substitui-lo. Era um negro muito alto, com uma pinta de galã. Veio ao nosso encontro, depois do culto e fomos apresentados a ele.Seu olhar para minha esposa, o entregava, vi em seus olhos desejo de possui-la. Quando veio falar comigo, me deu os parabéns, dizendo que eu era um homem de sorte. Fiz que não entendi, e fomos falar com as outras pessoas. Vez ou outra, olhava para o pastor conversando com os irmãos e ele sem conseguir disfarçar, não tirava o olho da bunda da minha esposa. Conhecemos sua esposa, uma senhora acalhada, tímida e depois ficamos sabendo que ela sofria muito de depressão. As irmãs fofoqueiras rapidamente descobriram o motivo de tanta tristeza. O pastor era um homem que gostava muito de trepar e sua esposa não, por isso eles viviam em crise.

Comentaram isso para minha esposa e ainda falaram outro detalhe, que o pastor tinha um pênis enorme. Notei o tesão da Sara, quando ela falava e perguntei se ela achava o pastor atraente, ela ficou meio sem jeito, sem querer responder, e disse que ela não se preocupasse, que eu já sabia a resposta. Então ela falou: acho o pastor um tesão. Insisti na conversa e a perguntei se ela tinha notado o olhar do pastor para ela. Ela disse que sim, inclusive tinha levado uma cantada dele na cozinha, quando estavam a sós. Sabendo que seria corno mais cedo ou mais tarde, pois minha esposa era muito fogosa e desejada por todos os homens. Fui direto ao assunto e a perguntei: você que fuder com o pastor? Ela sorriu timidamente e balançou a cabeça, dizendo sim. Falei que a amava e seria apenas uma fantasia nossa a ser realizada, ela ofegante concordou. Falei também que assistiria tudo, escondido. Convidamos o pastor para ir até nossa casa, ele aceitou o convite. Coloquei na sala um espelho falso, de modo que do meu quarto daria para ver tudo que se passava na sala.Chegado o dia, pedi para minha esposa vesti uma roupa bem sensual. Almoçamos e fomos para sala, esperar achegada do pastor. Estávamos sós, pois não tínhamos filhos.
Ele chegou muito elegante e começamos a conversar. Após alguns minutos, pedi desculpas, e falei que ia dormir, pois estava com dor de cabeça, mas eles poderiam continuar conversando. Fui para o quarto, sentei na cama e comecei a assistir o que se passava na sala. Minha esposa foi pegar um copo d'água para ele, quando retornou e foi dar o copo para ele, vi que se tratava de um tarado, ele começou a beijá-la com força, puxando seus cabelos, rasgou suas roupas e começou a mamar nos peitos da Sara, depois de muito mamar nos peitos dela, a colocou de quatro e começou a chupar o cuzinho da minha esposa. Ela, já relaxada, aproveitava cada segundo. Eu comecei a bater uma punheta. Passados alguns minutos, o pastor tirou o pau para fora, vi a cara de espanto da Sara, era um senhor cacete, enormeee.

Minha esposa começou a chupar, quando menos se esperava, uma gozada na cara dela, nunca vi tanta porra na minha vida, foi um verdadeiro banho. Gozei no mesmo momento. Sara foi se lavar, e depois retornou. O pastor sempre de pau duro a aguardava. Ele fudeu a buceta dela de tudo que era jeito, parecia um animal no cio. Sara gozava muito tambem. Mas o melhor estava por vim. O pastor colocou ela de quatro e socou no cú dela, além de ver, deu para ouvir o grito dela, deu para ver cada centímetro entrando naquele buraco. Aquele homem parecia que não via uma mulher a séculos, sua pica, parecia uma cachoeira de porra. Contei no mínimo umas 4 gozadas dele. Exausto, depois de duas horas fudendo minha esposa, o pastor parou se vestiu rapidamente e foi embora. Sai do quarto e fui até a sala, chegando lá, vi a minha esposa. Perguntei para Sara se tinha gostado. Ela disse, que o pastor era um cavalo, 'Nunca gozei tanto na minha vida', que precisaria repetir. E me devolveu a pergunta. Voce participa da próxima vez? Disse que sim se ela quisesse. Ela disse que "sim"
Enfiei meu pau  na boca dela e ela chupou ate eu  gozar na sua boca e lambuzar toda seu rosto, no outro dia fomos ao culto e acabei convidando o pastor para voltar em casa no proximo final de semana, ele entendeu tudo e disse que ia. No sabado de tarde no horario combinado ele chegou minha esposa o recepcionou nua, ele a abraçou, a beijou e começou a mamar seus seios passando as maos na  sua bunda, eu  estava sentado na sala e quando o pastor viu me deu um breve sorriso. Minha esposa fechou a porta se agachou e tirou o pau dele pra fora e começou a mama-lo, pediu para eu me aproximar e tirou meu pau tambem e chupava ora um ora outro. Fomos para o quarto e o pastor foi logo colocando ela de quatro e comendo sua buceta enquanto ela me chupava, ela nem conseguia me chupar direito devido as estocadas fortes entao comecei a ficar batendo meu pau na cara dela enquanto ela tava sendo fudida por ele.


Ela se virou pro pastor e começou a chupa-lo entao eu enfiei meu pau na buceta dela e comecei a bombar, foi quando ela olhou para tras e pediu para eu comer o seu cuzinho entao eu fui colocando devagar mas a puta jogou sua bunda pra tras e meu pau foi o mais fundo que deu. Nao demorou muito ela deita sobre meu corpo sem tirar meu pau da sua bunda e pede pro  pastor comer sua buceta. A safada queria uma DP e o pastor colocou aquele pauzao na buceta dela e se deitou sobre ela fudendo ela com muita força eu sentia o pau dele dentro dela entrando e saindo pelo meu pau. Mundamos algumas vezes de posiçao mas sempre fazendo uma DP nela. Até que ela se ajoelhou no chao e pediu  para que nós dois gozassemos na boca dela e foi o que fizemos. Foi um sabado que nunca esqueceremos.


Meti minha tia

Desde de moleque sempre cresci os olhos na minha tia, dotada de um belo corpo tia Dora era irmã mais nova de minha mãe, sempre que tinha uma oportunidade ia visita lá só para ficar admirando aquele lindo rabo.
Tia dora era muito carinhosa e já tinha notado meus olhares, cheguei lá numa tarde só ela estava, meu tio tinha ido viajar,foi quando tudo aconteceu...Ela me chamou para almoçar, enquanto comia a comida não tirava os olhos de sua boca e de seus seios,acabando de almoçar fui ver tv na sala enquanto ela limpava a cozinha, escutei ela vindo tirei meu pau para fora e fingir dormir,ela veio lentamente e começou a passar a língua em volta da cabeça de meu pinto,eu fingia que estava dormindo,ela começou a chupar com mais vontade colocando tudo dentro da boca dela,não aguentando mais gozei bastante na boca de titia, ela engolindo tudinho sem deixar uma gota cair para fora., não parava de me chupar minha rola não teve nem tempo de abaixar, ela faminta de homem, por que sempre escutei ela reclamar para minha mãe que titio não dava mais no couro,eu levantei coloquei ela de quatro ela gemia alto, enfiei tudinho naquele cúzinho fazendo ela gozar, várias vezes,ela tirava minha rola do rabo dela e enfiava na bucetinha dela, estava toda babada e muito quente, depois de já ter comido muito minha tia puta, meti de novo na boca dele gozando mais uma vez.comi minha tia vários anos.


Me descobri como bi....



Descobri que era bissexual aos 45 anos,sou casado,tenho um casal de filhos, uma vida tranquila.até que num dos aniversários de meu filho de 17 anos, descobri algo nunca revelado por ninguém.
Thiago chamou um grupo de amigos para um churrasco em casa, tudo corria bem, até que notei, um lindo mulato,amigo de meu filho me olhando, mas sabe aquele olhar diferente, então a noite foi caindo, as pessoas indo embora aos poucos, eu bebendo para descontrair meus pensamentos, acabei passando do limite da bebida.
Me lembro de duas pessoas me carregando uma era Carlos o mulato e a outra minha esposa e me levando para tomar uma ducha gelada,, ouvia as vozes meio que cortada, Carlos disse á minha esposa que não se preocupasse que ele dava banho em mim e me levaria para o meu quarto.Me recordo de sentir o sabonete percorrer todo meu corpo, e seus dedos deslizarem pela minha boca, eu num súbito de loucura beijei aquela boca carnuda que logo iria me chupar, ele retribuindo todas as minhas caricias, descendo a língua pelo meu corpo e chupando bem devagar mas num ritmo louco o meu cassete.
Quando ele se levantou enfiei o cassete dele na minha boca, fazendo ele gozar  dado tapas na minha cara, me deixando louco de tesão, quanto mais me batia e me xingava de minha puta mais eu chupava aquele pau ate ficar duro de novo.
fui levado para o quarto fingindo que ainda estava bêbado, ele me jogou de costas na cama, puxando meu quadril para eu ficar de quatro, senti ele enfiar tudo no meu rabo,quanto mais eu gemia de dor mais ele enfiava,tirava de vez enquanto e empurrava aquela pica enorme na minha boca me fazendo delirar .Me colocou de frente e meteu em mim,na posição frango assado,dando tapas no meu rosto e enfiando os dedos na minha boca,já não aquentando mais de tesão falei vou gozar,mais que rápido ele me chupou engolindo todo meu gozo, batendo com a rola na minha cara ele veio a gozar de novo.Ficamos juntos vários anos em segredo e ate hoje ninguém nunca descobriu.




DEI UMA RAPIDINHA!


 O João vinha com o intuito de beber um café e desabafar um pouco pois tinha estado numa festa de amigos e tinha-se zangado com a namorada.
    Dirigimo-nos para bar, liguei a máquina de café. Enquanto esta aquecia e servindo os whiskies para aquecer a palavra.
    Ao mesmo tempo que atrás de mim me ia contando os acontecimentos com a namorada ia-se encostando. Enquanto eu manuseava a garrafa e os copos também me encostei mais a ele e comecei a sentir aquele pau rijo roçando minhas nalgas. Fiz pressão para verificar se era verdade e era!
    Com uma das mãos fui a traz direito à braguilha e correndo o fecho o pimpão saltou cá para fora. Eu estava de calções e não foi difícil ele começar a baixa-los e aquele cacete começar a roçar em minha nalgas. Como não sou muito de penetrações virei-me e lá estava aquela coisa linda latejando com vontade de ser abocanhada. Abri-lhe a camisa e comecei por beijar-lhe os mamilos ao mesmo tempo que fui descendo até meter em minha boca aquele mangalho gostoso fazendo movimentos de vai e vem com mordicadela suaves. Aquele pau estava tão excitado que até sentia as veias latejantes. João gemia de tesão e eu ia passando a língua sobre a cabeça escarapulada e rosada ao mesmo tempo que ia tentando meter a ponta da língua naquele buraquinho que não tardava nada iria expulsar todo o seu prazer. João que se estava quase a vir pegou minha cabeça retirou-a do seu pau e pediu-me para roçar um pouco em meu cuzinho. Não era local nem posição para fazer uma penetração mas deixei-o roçar em minhas nalgas. O prazer era tão grande que o deixei penetrar um pouco na entrada ao mesmo tempo que ele com uma mão na minha cintura a outra me punhetava seus lábios mordiscavam meu pescoço e ouvido. O prazer estava no auge, ambos gemia-mos de gozo desejando que aquilo nunca acabasse. Devagarinho fomo-nos virando e frente a frente olhos nos olhos, gaitas com gaitas nos fomos beijando sofregamente como adolescentes no se primeiro beijo. Instintivamente segura-mos nossas gaitas, punhetámos e nossos leites saíram apressados besuntando nossos corpos. Os toalhetes estavam ali mesmo à mão e limpamo-nos mutuamente com muito carinho.
    Vestimo-nos, tomamos os nossos cafés e whiskies. Ainda fizemos um pouco de conversa da treta e ele foi-se embora com a promessa de acabar o resto.
    Naquela noite não ouve penetração, mas muita sacanagem e com a promessa de haver mais.




CHUPEI GOSTOSO A XANINHA DA FILHA DA MINHA CHEFE!

Ola meu nome é amanda tenho 20 anos sou branquinha, cabelo preto, seios fartos e durinhos pernas groça, bumbum arrebitado e xaninha lisinha e carnudinha. ao


Sou depiladora e trabalho num salão onde a filha da dona é uma delicia, loirinha olhos verdes 19a. corpinho de miss, n eh mto peituda nem bunduda mas tem tdo no lugar e uma bucetinha rosinha e carnnudinha me dexa loca de vontade de xupa toda vez q vou depilar ela fico doida de tesao, mas infelizmente nao posso fazer nada porque ela eh filha da minha chefe e tbm e etero. O maximo q da p fazer e fica passando o dedo no grenlinho dela enquanto eu depilo kkkk


 Um dia eu estava de bobera no salao e ela me pediu pra depilar a bucetinha dela, logo fui toda feliz depilar akela xoxota linda, depois q depilei ela todinha n consegui resisti e comecei a chupa akela xoxota linda, cai de boca e comecei a enfia a lingua la dentro dakela buceta, ai ela deu um pulo e pergunto o q eu tava fazendo e se eu era louca, ai disse que ja nao aguentava mais segurar o tesao q tinha mta vontade de xupa ela toda vez q eu depilava ela. ai ela disse q tinha curiosidade de fazer com meninas mas q ali nao dava pq a mae dela podia ver, entao marcamos de nos encontrar mais tarde na minha casa.


Passei o dia todo pensando nakela xoxotinha e fikei molhadinha o tempo todo, ficava contando os segundos pra xupa ela todinha.


Mais tarde cheguei em casa tomei um banho vesti uma camisolinha transparente com uma calsinha e um sutian vermelho passei creme no corpo todo fikei toda xerosinha so esperando, cerca de 1 hora depois ela chegou tava de shortinho e blusinha tomara q caia e toda cherosinha tambem.


Fikei mto exitada so de olhar minha bucetinha fico enssopada, ela riu pra mim e falo que tava nervosa que nao sabia o q fazer na hora. Ai disse pra ela relaxar e fica quetinha e dexar comigo q dps ela ia se soltando


Entao deitei ela na cama e ja tirei a camisa dela e fui mamando naqueles peitinhos deliciosos colocava eles quase todo na boca e mamava gostoso ela ficava gemendo mas eu nao parava de mamar nela, mamava nas duas tetinhas dela ficava so xupando os seios dela e ela quetinha gemendo pra mim, ai fui descendo mordendo a barriga dela e descendo pasando a lingua pelo corpo dela ai tirei akele shortino e a calsinha e finalmente cai de boca naquela bucetinha, xupava ela todinha enfiava a lingua dentro da buceta dela xupava akele grelinho sugava ele ate ela gritar de tesao, fikei chupando akela buceta por umas meia hora e ela goso 3 vezes, so parei pq ela veio pra cima de mim e fico xupando meus peitos e enfiando o dedo na minha buceta, fikei doida de tesao gemia feito loca ate que ela comeco a me xupa nossa q delicia a garota xupava mto bem me fodia com a lingua e eu apertava meus seios e gemia feito uma putinhano cio, ai fizemos um 69 e eu gosei na boquinha dela 2 vezes e ela mais uma em mim dps ficamos nos lambendo uma lambendo a xoxota da otra ai durmimos agarradinhas.


DEI GOSTOSO PARA MEU PRIMO!

OI GENTE! DESTA VEZ VIM CONTAR O QUE ACONTECEU COMIGO E MEU PRIMO. POIS BEM, MEUS TIOS MORAM NUMA CIDADE VIZINHA, ELES TEM 3 FILHOS, SENDO 2 MULHERES E UM HOMEM. ERA SÁBADO, E EU E MEU PRIMO ESTAVAMOS COMBINANDO DE SAIR A NOITE PARA CURTIR UMA BALADINHA. MEU PRIMO SE CHAMA JUAREZ (FICTICIO), TEM 20 ANOS, UM POUCO PARECIDO COMIGO, BRANCO E LOIRO SÓ QUE ELE FAZ ACADEMIA. QUANDO CHEGOU A NOITE NOS ARRUMAMOS E FOMOS PRA BALADA, CHEGANDO LÁ ELE ENCONTROU A TURMA DELE E COMO EU NÃO CONHECIA NENHUM DELES, ME SENTIA ESTRANHO... E ERA. ELES COMEÇARAM COM A BEBEDEIRA, COM AQUELAS APOSTAS QUE ELES FAZEM DE QUEM PEGA MAIS MENINAS E TALS. E MEU PRIMO SEMPRE COLOCANDO BEBIDA NO MEU COPO. EU NÃO BEBO, MAIS JÁ ESTAVA ME SENTINDO ESTRANHO... ENTÃO RESOLVIR FINGIA QUE BEBIA, LEVAVA O COPO ATÉ A BOCA MAIS NÃO BEBIA. QUANDO O MEU PRIMO SE DISTRAIA EU JOGAVA A BEBIDA FORA E ELE ENCHIA NOVAMENTE. aCHO QUE QUERIA ME EMBRIAGAR... QUANDO O MEU PRIMO JÁ ESTAVA MEIO TONTO ELE DISSE: " EDUARDO, TÚ É DURO HEIN... TÚ TMOU TODAS E ESTÁ NORMALZINHO." EU SÓ FIZ RIR. POR VOLTA DAS 2 DA MANHÃ RESOLVEMOS IR PRA CASA. ELE ESTAVA BEBADO, ENTÃO PASSEI A FINGIR QUE ESTAVA BEBADO TAMBÉM. QUANDO ESTAVAMOS PERTO DE CASA ELE PAROU PARA MIJAR, EU TAMBÉM PAREI E FIQUEI OLHANDO. QUANDO ELE ABRIU O ZIPER, ARRIOU AQUELA CUECA PRETA E COLOCOU AQUELE MONUMENTO PRA FORA, SAIAM JATOS FORTES DE MIJO. EU FIQUEI LOUCO, QUANDO EU VEJO UM PAU EU NÃO ME CONTROLO. PERGUNTEI SE PODIA DA UMA BALANÇADINHA, ELE OLHOU PRA MINHA CARA E DISSE: "EU SABIA QUE ERA SÓ TU BEBER QUE TÚ LIBERAVA" EU DISSE QUE ESTAVA DE BRINCADEIRA E ELE DISSE: "PEGA LOGO GAY..." ENTÃO EU PEGUEI, DEI UMA BALANÇADINHA, ALÍ MESMO NO MEIO DA RUA. ME ACHACHEI E COLOQUEI AQUELE PAU AINDA MOLE NA BOCA. ELE SE RECUOU E DISSE: "TÁ LOUCO VIADO? SE ALGUÉM VER... QUANDO CHEGAR EM CASA TÚ FAZ O QUE QUIZER." ALGUM TEMPO DEPOIS CHEGAMOS EM CASA DA TIA. TODOS ESTAVAM DORMINDO. FOMOS PRO QUARTO, ELE TRANCOU A PORTA E JÁ FOI COLOCANDO O CACETE PRA FORA. SENTEI NA CAMA E ELE COMEÇOU A FODER A MINHA BOCA COMO SE FOSSE UMA BUCETA. ELE METIA TODO SEU PAU DE 17 CM, BRANQUINHO E GROSSO DE GARGANTA A BAIXO. ME FAZIA ENGASGAR, E EU MORRENDO DE MEDO DE ALGUEM ESCUTAR, POIE ESTAVAMOS FAZENDO UM POUCO DE BARULHO. MAIS ELE NÃO QUERIA NEM SABER... SEGURAVA A MINHA CABEÇA E METIA O PAU NA MINHA GARGANTA. MEUS OLHOS LACRIMEJAVAM, E ELE NADA DIZIA SÓ FODIA A MINHA BOCA. MAIS CONFESSO QUE ESTAVA ÓTIMO. ELE FICOU COMPLETAMENTE NÚ, EU TAMBÉM. ELE ME DEITOU DE BRUÇOS, PASSOU UM CREME QUE TINHA LÁ, NO MEU CUZINHO E FOI DEITANDO POR CIMA, LOGO ENTROU TUDO NO MEU RABO. UM MISTO DE DOR E PRAZER. ELE PARECIA UM ANIMAL METIA FORTE RAPIDO, SÓ FICAVAOS OVOS DE FORA. A CAMA COMEÇOU A FAZER BARULHO, ESTAVA GOSTANDO, MAIS ESTAVA MORRENDO DE MEDO DE ALGUÉM OUVIR, POIS SÓ NOIS DOIS ESTAVAMOS NO QUARTO. DERREPENTE ALGUEM BATE NA PORTA. ERA A MINHA TIA, ELE PERGUNTOU SE NOIS JÁ ESTAVMOS NO QUARTO. ELE AINDA POR CIMA DE MIM DISSE QUE "SIM, QUE JÁ ESTAVAMOS DORMINDO." ELE PASSOU A FODER MAIS DEVAGAR, EU IA A LOUCURA, ESTAVA QUASE GOZANDO... FOMOS PRO CHÃO. FIQUEI DE 4 E TOME PICA... AGORA ELE PODIA FODER COMO ELE GOSTAVA, FORTE. ENFIM GOZAMOS MUITO. DORMIMOS E NO OUTRO DIA NEM TOCAMOS NO ASSUNTO. ELE OLHAVA PRA MIM E EU OLHAVA PRA ELE MAIS NADA DE FALAR NO ASSUNTO. CHEGUEI PERTO DELE E DISSE: "CARA, ONTEM EU CHEGUEI MALZÃO! ELE: É... EU TAMBÉM BEBI MUITO. EU: NÃO LEMBRO COMO CHEGUEI AQUI. ELE: (RIU) NÃO LEMBRA? O PAI DELE CHEGOU PERTO DE NOIS E PERGUNTOU: "ONTEM VOCÊS FIZERAM A FESTA NO QUARTO NÉ? QUEM FOI A PUTINHA QUE VOCÊS TRAÇARAM? MORRI DE VERGONHA E BAXEI A CABEÇA. MEU PRIMO DISSE: "VOCÊ NÃO A CONHECE." PASSEI MAIS UMA SEMANA NA CASA DELES, E EM UM DESSES DIAS FODI COM O MARIDO DA MINHA TIA, MAIS ISSO É OUTRA HISTÓRIA QUE CONTAREI EM UMA OUTRA OPORTUNIDADE. 


Dei gostoso para um cavalo!
ISSO ACONTECEU PELO CARNAVAL, VINDO ,JÁ AS 3,30 DA MANHÃ UM POUCO BEBADA EU E MAIS DUAS AMIGAS,VI UM CAVALO AMRRADO EM UM TERRENO BALDIO, MINHAS AMIGAS JÁ SABEM MINHA TARA, E DISSERAM ,OLHA RABIXOLA UM NANORADO PRA VOCE, CHEGEUI JUNTO O CAVALO ESTAVA DEITADO AO ME APROXIMAR ELE SE LEVANTOU NÃO DEMOROU BOTAR MEU CONSSOLO PRA FORA,EAS MENINAS SÓ OLHANDO SE VINHA ALGUEM. E EU ALISANDO AQUELA LINDA PICA DURA COM A CHAPELETA QUE PARECIA UM PRATO, QUANDO ELE BATEU UMAS 3 VEZES NA BARRIGA E CHAPELETA MURCHOU EU COM UM JEITINHO BOTEI NA BUCETA MENGADO COM FORÇA GRITEI PARA AMIGAS ELAS VIERAM E PUXANDO PICA E ELA NÃO SAIA POR CAUSA DA CHEPELETA  AI EU SUJERIR QUE BATESSE UM POHNETA;E NADA JÁ ESTAVA DOENDO ENTÃO UMA DAS MENINAS DISSE:BATE NAS BOLAS DELE ,ENTÃO ARRANJARAM UM PAU E BATERAM NAS BOLAS DO CAVALO ENTÃO ELA MURCHOU A ROLA QUE SAIU PINGANDO GALA ELE RELINCHOU DE DOR NAS BOLAS E FOMOS PRA CASA EU  DE PERNAS ABRETAS E SANGRANDO, MAIS GOZEI NA ROLA DO CAVALO QUE ESTAVA DURA E ENCEBADA DOEU  DURANTA 5 DIAS E ANDA ESTAR DOLORIDO QUANDO EU MELHORAR SE EU ACHAR UM OUTO DOU A BUCETA DE NOVO DOI , MAIS É GOSTOSO UMA ROLA GROSSA NA BUCETA E QUANDO FICA ENCANGADO É MAS DELICIOSO. 

PEGUEI MINHA CUNHADA BATENDO PUNHETA E COMI SEU CU!


tenho 29 anos, 1,63 m, cabelos castanhos, e sou tipo meio gordinho, com pernas grossas e bumbum que as mulheres adoram. o fato aconteceu comigo ha um ano. minha namorada e uma loira linda e gostosa, bunda grande, seios deliciosos, mete muito gostoso, me chupa e ainda estamos nas preliminares do cuzinho, mas eu chego la. transamos sempre e e muito gostoso.
acontece que ela tem uma irma que se parece muito com ela, com a diferença de ter seios maiores, a cintura mais fina e a boca com labios mais carnudos, enfim, muito mais gostosa que a minha namorada. sempre tive muita liberdade com ela, mas nunca tinha passado das brincadeiras tipo cantar pra ela a musica: 'cunhada, cunhada boa, ha se nao fosse a irma da minha patroa'... e ela sorria se sentindo a por cima...
sempre levo minha namorada ao trabalho na hora do almoço e depois vou para o meu trabalho. um certo dia ela me pergunta, ja no caminho, se eu poderia emprestar o carro para minha cunhada ir ao banco pra ela, e eu digo que sim. ela me disse pra deixa-la no trabalho e voltar a sua casa que sua irma me levaria ate o meu trabalho e voltaria pra me pegar a noite, no que concordei e segui para sua casa. ao chegar na casa dela, entrei pelo portao sem fazer barulho e quando cheguei na janela da sala tive uma grande surpresa: - minha cunhada estava so de calcinha na sala, vendo um filme porno e se masturbando. a essa hora ela estava sozinha em casa e deve ter aproveitado a ocasiao pra tirar o atraso, pois estava a meses sem namorado. mas a surpresa maior quem teve foi ela ao me ver, correu para o quarto e eu fui entrando na sala.
quando ela voltou me pediu desculpas, disse que estava morrendo de vergonha e coisa e tal, desligou o video e se sentou tampando o rosto e dizendo: - ai, nao tem coragem nem de olhar pra voce.
eu como sou muito sacana, peguei o controle e liguei novamente o video, tinha um negao metendo gostoso numa coroa loira que estava de quatro. ela protestou: - desliga isso!!!
eu disse: - que e isso cunhadinha? nao estava vendo agora e a minha vez. ela disse que estava fazendo aquilo porque estava sem namorado e que nao era de ferro. entao eu disse: - se quiser, posso te ajudar. ela disse: - ta louco? minha irma nos mata. e eu: - so se voce contar, vem senta aqui que eu continuo a punhetinha pra voce, so vamos fazer isso, vem...
ela sorriu, se levantou e se sentou ao meu lado e ficou olhando o video, que a esta altura ja estava na fase dos boquetes.
comecei a passar a mao na perna dela e vi os pelinhos loiros se arrepiarem e senti ela se contorcer... fui subindo ate chegar a sua bocetinha e comecei a passar a mao por cima do short... ela abriu mais as permas e se curvou para o outro lado... eu pedi: - tira esse short que vai ser melhor... ela se levantou e abaixou o short ate os joelhos e entao pude ver todo o volume da sua bundinha e ao passar a mao senti a bocetinha molhada de tesao. afastei a calcinha e passei os dedos ela suspirou e gemeu com os olhos fechados. propus a ela uma troca: eu batia pra ela e ela pra mim.
no que ela disse: - entao tira pra fora. tirei. ela acariciou e começou a bater uma puneta muito rapido, pedi que fosse mais devagar, queria sentir a sua mao e os movimentos. ela obedeceu e ainda pediu que eu colocasse um deo na xoxotinha dela. enfiei, e vendo ela se contorcer, nao aguentei, ajoelhei na frente dela e chupei a sua buceta. ela suspirava e dizia: - chupa gostoso, igual voce chupa a minha irma. chupei, chupei muito. depois com os labios doendo do boquete, me leventei e disse: - agora e a sua vez, sua putinha, cai de boca igual a sua maninha. ela abocanhou de uma so vez e chupou muito, quando eu estava quase gozando pedi pra ela se sentar no sofa, empurrei-a para tras, levantei as suas pernas e contemplei a sua linda buceta, que era bem maior que eu pensava. enfiei tudo de uma vez. ela rebolava e dizia: - ai, se me irma descobre, fode, fode gostoso... hunnnn...
e eu dizia: - cala a boca putinha e presta atençao na foda.
e metia, metia, tirava e colocava o pau com muita facilidade, percebi que minha cunhada ja fora arrombada por alguem superdotado. mas continuei a come-la nao me importando que a minha pica fosse menor que os outros que a foderam. gosamos quase juntos. ela se levantou e foi buscar agua pra nos, quando voltou o filme estava no sexo anal. o negao fodia o cuzao da coroa e entao ela me perguntou se eu ja tinha trepado no cuzinho da sua irma, eu disse que so tinha colocado a cabecinha e retirado por que ela reclamou da dor. entao ela perguntou se eu ja tinha comido algum outro cuzinho e eu confirmei que ja tinha comido um de uma kenga de cabare, mas que era muito relaxado e pareceu que a foda era na boceta. ela se abaixou e chpou meu pau ainda mole ate ele endurecer, deixou ele lambuzadinho e disse que queria experimentar no cu, que so um de seus namorados tinha tentado come-la pelo cuzinho e que nao tinha dado certo porque doeu. a safada disse que comigo seria mais facil porque meu pau era menor e entraria mais facil. fiquei chateado, homem senhum gosta de comparaçoes, com um pouco de raiva joguei ela de quatro no sofa e enfiei de uma vez fazendo ela hurrar de dor. ela choramingava enquanto eu dizia: - para de chorar sua kenga, meu pau nao e pequeno? entao aguenta vaca. e fofia, e fodia, trepava nela com raiva. ela passava amao na buceta e gemia. quando percebi que ela ia gozar tirei a rola, me afstei e fiquei batendo punheta ate gozar. ela protestoui, queria que continuasse a fode-la, mas a raiva me dizia pra deixa-la com tesao inacabado, e assim eu fiz. vesti aminha roupa ainda ouvindo os protestos dela, tentou me impedir e eu disse: vai procurar uma pica do seu tamonho sua vadia, que esse aqui e pequeno mas sua irma bem que gosta. ela pediu desculpas, disse que nao era bem assim, implorou para que eu a fizesse gozar de novo. dizia que embora ja tivesse experimentado rolas maiores ainda nao tinha gozado como comigo. mas eu nao acreditei, mulher mente muito. mas de tanto ela insistir, desci as calças e meti novamente na bucetinha dela, fizemos uma papai e mamae silencioso, entre beijos e sussurros, ate que ela gozou, eu tirei o pau e fui gozar na cara dela. nos vestimos e eu me despedi e fui para o trabalho com duas horas de atraso.
depois daquele dia ela sempre se esfrega em mim quando tem oportunidade, ate passa a mao no meu pau rapidamente, quando nao tem ninguem olhando, mas ainda nao tivemos outra oportunidade. mas sempre bato uma pensando nela, com um pouco de raiva e muito tesao.

DOMINEI UMA MULHER CASADA!

Vou me apresentar aqui como Feitor,pois gosto de uma relação um pouco agressiva gosto de dominar e tratar minhas parceiras como escravas. Minha história começa em 22 de junho de 2010 fui convidado para o aniverssário do meu primo em uma chácara na região de campinas, quando cheguei ,logo notei uma mulher loira de cabelo nos ombros mais ou menos 1,70 de autura um corpo muito bonito ,nao era magrinha mais também não era gorda tinha um corpo normal com geito de mulher séria e logo imaginei que teria que ser minha, ela não demonstrou nenhum interesse, mas hoje a história é sobre a a atia , que estava com ela e não tirava os olho de mim. Elas tinham mais ou menos a mesma idade não era tão bonita quanto a sobrinha mas só o fato de ser casada ja me ecxitava ficamos flertando ,mas eu não conseguia tirar o olho de valéria esse e o nome dela depois de um certo tempo me aproximei de gésica a tia e começamos a converçar logo percebi que era muito safada, a festa estava cheia de gente ,mas não deu muito trabalho pra conseguir leva-la para o banheiro la nos agarramos e começamos a nos beijar quando levei a mão pra pegar na bucetinha dela ,me disse que estava menstruada, por um segundo fiquei furioso,então disse a ela que teria que me compenssar ela não entendeu o que eu queria dizer então fiz ela sentar no vaso tirei meu pinto pra fora e mandei ela mamar nen terminei de falar e ela ja estava com ele todo na boca mostrando a piranha que era, enquanto ela mamava, disse a ela que queria comer sua sobrinha e que ela ia ajeitar pra mim ela disse que não, então dei um tapa na cara da vadia e disse que não estava pedindo e sim ordenando ela me olhou fixo nos olhos então dei outro tapa e continuei falando não para de chupar sua cachorra que hoje vou ti dar o que voce não tem em casa me curvei um pouco e enquanto ela mamava meu pau coloquei minha mão por tras e comecei a enfiar meu dedo em seu cuzinho aquilo a ecxitava muito e não demorou pra ela urrar e começar a gozar com meu dedo atolado no seu rabo. Muitas pessoa vinham querendo usar o banheiro e percebia-mos que ficavam ouvindo atraz da porta aquilo me ecxitava muito, eu ali fudendo gostoso uma mulher casada que muitos na festa conhecia ela começou a ficar meio constrangida e aquilo me deichava com mais tesão ainda por un instante ela tentou parar, então falei que ela seria minha cachorra e que iria fazer o que eu mandasse ela simplismente acenou com a cabeça concordando enquanto meu pau estava enterrado na sua garganta, puxei ela pelos cabelos precionei sua cara na porta abaixei suas calças e como ja tinha aberto seu cu com com meus dedos simplismente coloquei a cabeça na porta do cuzinho dela e empurrei de uma só vez ela deu um grito eu coloquei a mão na boca dela e simplismente dei mais uma bombada ela não sabia se gemia de dor ou de prazer fodi o cu da quela vaca por mais ou menos us dez minutos ela ja não se continha mais e susurava fode o cu da sua cachorrinha apartir de hoje voce é meu dono e farei de tudo que mandar serei sua escrava fode gostoso sua vadia fode eu ja não aguentava mais de tanta excitação mandei ela ajoelhar que iria gozar na boca dela ela tentou resistir disse que ninguém tinha feito isso antes dei outro tapa dessa vez mais forte que o anteiror peguei-a pelos cabelos e disse que eu não era ninguém e sim o seu dono, forcei a cabeça dela para se ajoelhar e fodi na sua boca até gozar e disse a ela para engolir tudo e deixar o meu pau bem limpinho e assim ela o fez, quando terminamos eu disse que iria comer a sobrinha dela e que ela cuidase disso pra mim, mas isso é uma outra história se gostaram me escrevam e termino de contar.



ORGIA COMPLETA!


Ola Galera sou o JP e volto para contar novos fatos entre minha esposa Claudia, nossos amigos Marcos, Bruno e eu .
_ Nossa mas essa sua bunda esta cada dia mais gostosa hem JP?
Disse marcos me dando um tapa na bunda e uma apertadinha
_ Nada Marcos, gostosa mesmo é esse seu rabão  que deixa duraço meu pau.
Respondi apertando a ponta do meu cacete duro apontado para Marcos.
_ Eu ainda como esse rabão gostoso, e depois da primeira vez você vai viciar na rola do papai aqui feito o Bruno.
_ Não duvido que é gostosa e com certeza vou acabar te dando safado!
 Marcos e eu nos tornamos grandes amigos não só de fodas, o cara e muito gente boa e nossos papos e visão de mundo combinam, passamos a malhar na mesma academia e ver aquele cara malhar mexia comigo, aquelas coxas grossas, aquele peitoral forte suando e sua barriguinha trincada me levavam a loucura sem falar na sua bunda empinada e gostosa que era muito bem esculpida. Muitas vezes eu o encochava no banheiro da academia e Marcos também estava fissurado na minha rola, dizia que amava Bruno mas meu corpo o deixava louco, minha metida era muito gostosa mas estava louco de vontade de me comer, passava a mão em minha bunda e após uma foda em  que ele lambeu meu cu passou a fazer todas as vezes. Realmente era muito gostoso sentir sua língua em meu buraco e apesar de ficar super excitado e morrer de vontade de ser penetrado tinha medo, receio da dor, porem aquela s ituação, aquele macho estava me convencendo aos poucos fazendo minha vontade de dar o rabo ser maior que meus medos.
  Mesmo com minha amizade com Marcos e as fodas a quatro o nosso casamento não mudou, nem deixamos de tranzar só Claudia e eu, muito pelo contrario, nossas fodas a dois ficaram mais intensas, passei a comer Claudia com mais intensidade e Claudia que nunca foi tímida estava mais solta e cada dia mais gostosa, sempre na academia e se produzindo.
Em uma de nossas tranzas Claudia disse que queria fazer algo diferente comigo, e como sempre gostava de suas novidades aceitei, Minha esposa pediu para eu ficar de quatro e após uma advertência dizendo:
_ Cuidado com o que vai fazer com seu maridinho hem!
Fiquei de quatro.
_ Calma amor sei que vai gostar, confia na sua mulherzinha.
Claudia pela primeira vês começou a mordiscar e a lamber minha bunda estava muito gostoso não como quando Marcos fazia, ainda assim muito bom. De repente sinto Claudia tentando enfiar um dedo em meu buraquinho, quis sair da posição mas Claudia disse
_ Há não amor, não vou te machucar, deixa eu por só um dedinho você vai gostar , olha esta lubrificadinho só desta vez se não gostar não faço mais prometo.
_ Promete que se eu não gostar nunca mais você faz?
_ Prometo, mas realiza esta minha tara amor?
_ Ok , vou fazer este sacrifício.
_ Certo relaxa e não trava, faz tipo força para fora.
Claudia voltou a me linguar onde relaxei, um pouco e logo foi enfiando seu dedo. Confesso que no começo foi estranho mas aos poucos fui acostumando com o vai e vem de seu dedo. Claudia colocou sua cabeça entre minhas pernas e começou a me chupar e continuou a me dedar, foi muito gostoso nunca tinha sentido nada parecido. A partir deste dia sempre que íamos trazar ela queria colocar o dedo em mim.
   Marcamos um churrasco para nos quatro Claudia, eu, Marcos e Bruno. Marcos e eu ficamos na churrasqueira conversando assando a carne e bebendo cerveja, Claudia e Bruno saíram para comprar algumas coisas e voltaram sorridentes  e falantes.
Marcos toda hora passava a mão em minha bunda e é claro que eu retribuía a investida, tapinha e apertadinhas no rabo e nos mamilos rolavam a solta, alem de sempre que passava por trás de mim era roçando seu  corpo no meu, onde a cada passada sentia seu membro mais duro. Ate que em uma vez que marco me deu um tapa na bunda e ficou apertando eu peguei sua mão e coloquei em cima do meu pau sobre a bermuda.
_ Aqui e mais gostoso!
_ Hum só provando.
Disse marcos já agachando tirando meu cacete para fora e caído de boca.
_ Olha Bruno os meninos já começaram a brincar e nem chamaram agente.
Disse Claudia.
_ Vamos entrar na festa, meu cuzinho já ta piscando.
Respondeu Bruno
Claudia chegou passando a mão em meus pelos do peito e me beijando a boca, enquanto Bruno se ajoelhou e começou a passar a língua em meu saco.
_ Vamos para o quarto e mais a vontade.
Disse Claudia.
Concordamos e subimos, deitei e enquanto lambia a xaninha de Claudia, Marcos e Bruno dividiam meu cacete e minhas bolas chupando.
Bruno pediu para fazer um 69 comigo para Marcos o enrabar e em quanto eu chupava Bruno via o caralho de Marcos entrar e sair de sua bunda, Claudia veio me mamar.
Quando de repente sinto Claudia enfiar seu dedo em meu buraquinho, quando viu marcos ficou louco e acelerou no rabo de Bruno tirando gemidos dele.
_ Deixa eu dedar essa bundinha por favor JP .
Pediu Marcos.
_ Não sei  - Respondi.
_ Deixa querido!
Veio Claudia sussurrar em meu ouvido passando a mão em meu peito brincando com meus pelos.
_Certo mas antes quero um cunete bem gostoso!
Disse isso ficando de quatro.
_ Falou amigão não vai se arrepender!
Marcos foi para atrás de mim abriu bem minha bunda mordiscou minhas nádegas e me fez um cunete maravilhoso a diferença entre ele e Claudia era gritante , ele lambia e chupava com vontade numa gula que me deixava louco eu rebolava feito puta em sua boca que devorava meu cu. Depois de muito lamber meu buraquinho Marcos começou a penetrá-lo com um dedo, mexia fazendo vai e vem e movimentos circulares, não só dentro do meu cu mas por fora também entre o saco e o cu, colocou dois dedos e seus movimentos me alucinavam, eu chupava os seios de Claudia mordia os bicos de seus seios, beijava sua boca enquanto Bruno só assistia de perto Marcos me dedar.
Marcos colocou a cabecinha do seu pau na portinha do meu cu e ficou passando ela para cima e para baixo, fazendo a voltinha sem penetrar, sentir aquilo estava muito gostoso que não resistir o tezão estava imenso decidi na hora, seria agora e gritei:
_ Mete Marcão Mete com cuidado mas mata a vontade do meu cu por essa rola!
Marcos meteu, vi estrelas, doeu muito mas aos poucos fui relaxando Marcos tinha parado um pouco me esperando acostumar com seu mastro terminou de colocar e senti seu saco em minha bunda, começou a tirar e colocar e aos poucos aumentado a velocidade, estava muito bom, Claudia pediu para ficarmos de 69  pois queria ver o Cacete de marcos entrar de perto no meu cu, Bruno veio e me pos para chupa lo, me dividia em mamar Bruno e a xoxotinha de Claudia que me chupava enquanto Marcos arrombava meu cu.
Estava muito gostoso e melhor ainda foi quando Marcos acelerou meteu com tudo e esporrou no meu cu, que delicia sentir aquela porra quentinha dentro de mim, Marcos veio me puxou  me deu um abraço forte, e me beijou, um beijo cheio de desejo, sugando forte minha língua, por um bom tempo depois falou:
Obrigado cara a muito tempo estava fissurado nesse rabão gostoso foi demais , você e super gostoso!
Você também Marcão, se soubesse que seria tão bom tinha liberado antes>
_ Assim vou ficar com ciúmes.
Disse Bruno
_ Larga de bobeira amor, eu te amo!
Disse Marcos para Bruno.
_ Fica tranqüilo Bruninho o Marcos e seu só vou pegar ele emprestado um pouquinho, vem cá e me da essa bunda para você ficar feliz!
Coloquei Bruno de quatro e meti fundo, Marcos fez o mesmo com Claudia estávamos um ao lado do outro e Marcos e eu nos beijávamos enquanto os comia., trocamos colocamos eles de frango assado e enquanto eu comia a xoxota de Claudia,Marcos comia o rabinho de Bruno. Paramos descansamos um pouco, tomamos um lanche. Depois começamos de novo  Claudia disse que queria ser preenchida por todos os lados, sentei na poltrona Claudia sentou com seu cuzinho em meu cacete enquanto Marcos enfiou seu  caralho em sua buceta, Bruninho  ficou de pe nos braços da poltrona colocando seu pau para Claudia chupar. Metemos muito em Claudia e invertemos eu na xoxota e Carlos no cu, Gozamos todos  e pedi para sentar no pau do Marcos e comer Claudia  fizemos  foi Delicioso comer Claudia sendo comido por Maços sentir co calor do seu peito seus pelos roçando em minhas costas seu suor , seu cacete quente entrando e saído do meu rabo alem do calor da xoxotinha de minha esposa  foi muito gostoso e ainda chupava Bruno que tinha um cacetinho delicioso alem de seu cuzinho que também chupei. Depois foi a vez de Marcos Meti gostoso naquele rabão dado tapas enquanto Bruninho o mamava feito um bezerro e Claudia se masturbava.  Foi muito bom  este dia, os meninos dormiram lá em casa mesmo e no outro dia fodemos muito fizemos ate uma DP em Cludia e no Bruno mas isto eu conto num próximo conto.

Valew galera se curtiram comentem, se quiserem me dizer algumas posições para fazermos entre nos será bem vindo a dica, uma chupada bem safada nos seus cacetes, nas xanas das gatinhas  e um tapinha em suas bundinhas! Não esqueçam de comentar!  Fuiiiiiiiiiii.






Gays
Colocando no Cu de Um Amigo


Reinaldo (fictício) meu amigo tinha 18 anos, era solteiro porem muito putanheiro tinhas diversas mulheres e nunca quis se casar, eu 20 anos casado a uns 2 anos tenho 1 filho, apenas um certo tempo de casamento a coisa esfria um pouco e procuramos novas sensações e de uns tempos para cá estava pensando seriamente em comer um viado, mas faltava oportunidade e o mais importante coragem para isso alem do que sou bastante serio e sempre espantava. Eles com meu jeito. No carnaval de 2000 Reinaldo e eu estávamos desfilando escola de samba de aparecida na qual saímos, e minha esposa estava na casa com nosso filho vendo o desfile no sambódromo, duas mulheres aparentando 30 anos nos deram mole. O cutuquei e lancei a idéia de sairmos para terminar o desfile em alto estilo, mas para minha surpresa ele recusou dizendo-se cansado, não adiantando minha insistência. Sua casa era mais próxima ao sambódromo e como sua família tinha viajado para porto seguro me convidou para ir descansar lá e depois quando acordássemos irmos almoçar em algum restaurante. Chegando lá perguntei por que ele não quis sair e me confidenciando ele disse que estava com problemas para ter uma ereção ficando apenas meia bomba, tendo passado ultimamente por alguns vexames e agora estava com medo de falhar. E isso tirou um pouco seu prazer para o sexo, nesse momento uma idéia diabólica passou pela minha mente meu pau ficou duro na hora e comecei a dizer-lhe que isso não devia ser permanente e talvez faltasse a ele algum outro estimulo diferente, ele me olhou e perguntou se eu era viado o que neguei na hora dizendo que jamais tinha transado com um homem e nem tinha coragem, mas como ele eu também estava tendo dificuldades para comer minha esposa, Mas quando imaginava um homem mexendo no meu pau ficava duro na hora e mostrei para ele como o pau estava só de ter aquela conversa. Ele falou que seu pau também estava meio duro, mas não dava para penetrar o que rebati na hora dizendo que ele não tinha necessidade de ser ativo podendo ser somente passivo e que isso poderia lhe ajudar recuperando sua velha forma, ele ficou pensativo e me disse que jamais se imaginou dando o cu para outro homem, mas eu rebati dizendo que poderíamos apenas brincar sem penetração. Ele meio titubeante topou e fomos ao banheiro tomar um banho meu caralho estava latejando de tezão duríssimo lá nos tocamos nos ensaboamos e apos o banho fomos ao quarto dele, ele segurou meu pau e comentou que eu era dotado (14 cm pra mim e médio, mas nunca falhou) e ele estava gostando de segurá-lo em suas mãos, aos pouco ele foi perdendo a postura machista e me punhetava durante um bom tempo com as mãos segurei sua cabeça e forçando levemente para baixo. Mostrando a ele o que eu queria, devagar ele começou a lamber e beijar a cabeça engolindo logo em seguida, levantou a cabeça e me falou para não gozar em sua boca o que concordei na hora, nossa como era gostoso ter a boca daquele macho chupando minha rola o fato de eu saber que o estava seduzindo, me deixou com mais tesão ainda e apos uns quinze minutos gozei fartamente em sua boca enquanto segurava sua cabeça para que ele não pudesse tirar a boca de minha rola tendo de engolir toda aquela porra só soltando quando o pinto já estava limpinho, ele reclamou dizendo que eu o havia traído, mas sem se importar com a reclamação o coloquei deitado de costa ergui sua bundinha e comecei a lamber aquele cuzinho rosado enfiando a língua ate onde entrava, Reinaldo desmoronou ficando todo mole na cama enquanto minha língua percorria seu cuzinho meu pau já estava duro novamente e pegando um creme hidratante em uma cômoda lubrifiquei primeiro o pau e depois o cuzinho dele, virando ele de frente vi em Seus olhos que ele não tinha condições nenhuma de negar nada ergui suas pernas me coloquei em posição apontei o caralho na porta do anelzinho de couro dele e devagar fui forçando, eu estava sem pressa, pois tinha gozado há pouco tempo e a penetração foi longa primeiro a cabeça pulou para dentro dele depois centímetro a centímetro fui colocando enquanto ele gemia de uma forma estranha, mas não era de dor. Apos colocar tudo dentro ficamos um pouco parados esperando o cuzinho se acostumar ao visitante enquanto alisava sua costa, o pau dele estava duríssimo o estimulo dera certo, comecei a bombar no cuzinho enquanto ele batia uma punheta, não demorou muito para ele anunciar que estava para gozar com a punheta apertei meus braços em torno dele aumentei a velocidade das estocadas enquanto o mordia com tesão no pescoço, explodiu em gozo me chamando de gostoso. E grunhindo feito um animal e revirando seus olhos, aquela visão de um homem gozando com meu pau enterrado em seu cu, fez um efeito imediato em mim que gozei fartamente enchendo seu cuzinho com meu esperma, depois cansados dormimos e quando acordamos




Conto super excitante ela fica até sem saber o que fazer com tantos homens

Imagem: ReproduçãoTraiu o noivo com quatro homens.(Imagem:Reprodução)Traiu o noivo com quatro homens.
Primeiramente vou me descrever. Sou alta, tenho 1,75 mts. Peso 68 kg, morena clara, cabelos longos. Tenho 26 anos. Tenho um relacionamento bom com o meu noivo. No entanto, tenho uma fantasia que é de transar com dois ao mesmo tempo, fazer uma dupla penetração incrível. Deve ser muito gostoso, pois sempre que o meu noivo me come com a sua pica e usa um vibrador para colocar no meu cú, é uma delícia. Eu vou ao céu. É extremamente maravilhoso. Vou relatar algo que aconteceu comigo recentemente. Num final de semana que o meu noivo foi viajar com a sua família eu fiquei sozinha. Então o meu noivo falou para eu ficar em casa e me comportar, no entanto, quando chegou o sábado à noite eu estava com o maior tesão, havia acabado de falar com o meu noivo pelo telefone e ele ficou me dizendo diversas safadezas, para quando voltasse, nós faríamos. Isto me deixou doidinha de tesão. Como eu estava toda acesa resolvi dar uma saidinha, afinal de contas, queria refrescar um pouco a minha cabeça e não sentir tanta falta do meu noivo. Então me arrumei, coloquei um vestidinho preto de alcinhas largas, que demonstra bem os meus peitos, é um vestido que deixa a mostra quase toda a minha coxa, é muito curto. Não coloquei soutien, coloquei apenas uma calcinha fio dental. Eu estava pensando, vou desta forma, pois assim deixo os homens acesos. Gosto muito quando os homens ficam de pica dura para me comerem, eu adoro ver os caras querendo me foder. Gosto de ficar olhando a pica deles dura de tesão para meterem dentro de mim. No entanto, nunca traí o meu noivo. Então resolvi dar uma ida ao shopping que tem há umas 8 quadras de casa. Fui lá. E quando estava passeando por lá, diversos caras ficaram me encarando. De vez em quando um chegava perto de mim e falava "Gostosa", "Gatinha". Isto foi me deixando mais acesa ainda. A minha xoxotinha estava melada de tesão. Mas eu sabia que não poderia trair o meu noivo, coisa que nunca fiz. Eu resolvi tomar um refrigerante na praça de alimentação, pedi e sentei-me em uma mesa sozinha. Nesta hora eu ficava olhando os homens que passavam perto da minha mesa e lançavam olhares para o meu peito e coxa. Esta situação foi me deixando cada vez mais molhada. E eu só pensava: "Cadê o meu noivo para me foder gostoso, quero sentir uma pica me arreganhando toda". Infelizmente teria que esperar mais dois dias para ele voltar. Nisto, dois caras chegaram em mim e perguntaram se eu estava sozinha. Eu disse que sim (isto foi o meu deslize). Aí eles prontamente se propuseram a fazer companhia para mim. No fundo eu até gostei, pois os dois eram bem gatos. Os dois eram morenos claros, de mais ou menos 1,80 mts de altura e eram bem gostosos. Ficamos conversando eu falando que era noiva e eles ficaram falando para mim o que uma gata como eu está fazendo sozinha no shopping. Eles foram pedindo umas batidas em um barzinho que tinha na frente de nossa mesa. Eu acabei tomando um pouco, fazendo com que eu ficasse alegrinha. Já devia ser umas 22:30 hs. quando um deles pergunta para mim se eu estava a pé. Eu respondo que sim. Então eles se propõem a me levar. Nisto chega mais dois amigos deles (também morenos claros e muito bonitos) e vêm junto conosco. Eu fico preocupada, mas acabo aceitando, pois já estava tarde e seria mais perigoso voltar a pé. Quando entramos no carro, entra um no banco de trás eu vou  em seguida e um outro senta ao meu lado, fazendo com que eu ficasse bem no meio de dois gatos. Assim que saímos do shopping, eles falam que querem dar uma volta pela cidade. Eu falo que preciso ir embora, no entanto, eles falam para eu aproveitar, pois querem curtir e mostrar a diversão para mim. Falaram para eu aproveitar que eu estava sozinha. Bom, não havia muito para eu fazer, então acabei aceitando. Nisto um dos caras que está do meu lado encosta a sua coxa na minha e fica roçando. Aquilo foi me dando um cala frio e ao mesmo tempo que dava medo, dava um tesão enorme. O outro também começou a chegar mais perto de mim. Eu com aqueles quatro gatos não sabia ao certo o que fazer. Eu estava muito preocupada, pois nunca havia traído o meu noivo. Deu para perceber que os dois que estavam ao meu lado estavam com a pica dura, dava para ver a saliência que estava na calça deles, e pelo visto deviam ser umas rolas bem grandes, pelo volume que se formou. Eu já estava toda molhada com aquela situação. Já não agüentava mais, mas também não podia trair o meu noivo. Nisto um deles se encosta em mim e fala para mim que eu sou muito gostosa e que tenho um corpo delicioso, acrescenta ainda que gostaria de me comer bem gostoso. Isto me abalou, não falei nada, apenas fiquei vermelha. E o outro me chama e fala que gostaria de meter a pica dele dentro de mim. Nossa tudo isto estava me deixando maluquinha. A minha xoxota já estava toda molhada, só pensando em uma rola para fodê-la. Então, viram que eu não reagi e começaram a passar a mão sobre a minha perna. Já não sabia mais o que fazer. Então um deles foi levantando o vestido e eu até tentei impedir, mas o tesão foi mais forte e acabei cedendo, não pude impedir. Então ele levantou o meu vestido e começou a acariciar a minha xoxota sobre a calcinha toda molhada. Ao mesmo tempo dizia que eu tinha uma xoxota deliciosa e que estava molhadinha de tesão. Nisto o outro que estava ao meu lado pegou a minha mão e colocou sobre a sua rola que estava duríssima de tesão. Nossa que pica gostosa. Neste momento já nem pensava mais em meu noivo. Só estava me deliciando com tudo aquilo. Nisto, o que estava dirigindo, percebeu o que rolava e falou: “Vamos para um lugar mais sossegado foder e deixar esta putinha toda arreganhada”. E nos levou para um loteamento novo, onde nem existia luz. Nisto eu já estava acariciando as duas picas por cima da calça. Um deles falou, comam vocês dois primeiro que eu e ele vamos depois. Então eles desceram do carro e ficaram esperando. Eu comecei a tirar a pica deles para fora. Nesta hora pude ver o quanto à pica deles era boa. Eram grossas e grandes. Uma delícia para sentir. Um deles foi tirando o meu vestido e me deixando toda peladinha. E o outro aproveitou e tirou a minha calcinha, enquanto o outro chupava os meus peitos. Fiquei pelada para aqueles dois garotões deliciosos. Um deles fala para eu chupar a pica dele. Eu me deito um pouco e começo a chupar a pica que mal cabia na minha boca. Estava uma delícia sentir aquela pica inteirinha na minha boca. O outro ficou chupando a minha xoxota por trás, e de vez em quando lambia o meu rabo. Nossa que maravilha. E o que estava me chupando, começa a passar na minha xoxota. Aquilo estava me deixando louquinha. Já não agüentava mais de tesão. Então eu falei coloca logo a camisinha e mete esta rola em mim, e ele ficou só passando na minha bucetona molhadinha de sexo. Ele falou que estava sem camisinha e o outro também disse que ninguém tinha. Nisto fiquei triste e falei que iríamos somente brincar. Mas, o tesão era tão grande que o que estava passando a vara na minha xana, não agüentou e acabou metendo dentro de mim. Na hora levei um susto e ao mesmo tempo um alívio, pois estava sentindo uma rola me arreganhando toda. Falei para parar, no entanto, ele não parou e começou a bombar mais forte na minha xoxota. Acabei cedendo e deixei ele meter dentro de mim bem gostoso. Nisto fiquei chupando o outro. Até que ele falou que queria meter também. Então fiquei de quatro para ele, ele abriu a porta e começou a meter dentro de mim, enquanto chupava a outra pica. Nossa estava uma delícia sentir aquela pica me arreganhando toda. Eu estava adorando ser arrombada por uma pica grande e grossa, pois a do meu noivo é pequena e não me completa. Nisto os que estavam fora, vendo a minha bunda toda para fora, também quiseram meter. Aí eles fazem uma fila e cada hora é um que mete na minha xoxota. Nisto o mais gato fala para eu sentar-me na pica dele e cavalgar gostoso nele. Eu saio do carro, ele se deita no chão e eu vou sentando na pica dura, grande e grossa dele. Nossa foi uma delícia, pude sentir cada milímetro daquela vara me arreganhando toda. Eu sempre tive vontade de foder e arreganhar a minha xoxota para um cara bem gostoso e com uma pica deliciosa. Eu estava totalmente louca de tesão. Enquanto eu cavalgo, os outros vêm na minha frente e eu fico chupando hora a pica de um hora a de outro, e enquanto não chupo, vou punhetando cada uma delas. Eu estava me sentindo uma verdadeira putinha no cio. Nisto este cara fala que quer foder o meu rabo. Eu mais do que depressa, disse que sim, que ele poderia colocar a rola dele dentro de mim, comer o meu cú, que até este dia só pertencia ao meu noivo. Então, ele me coloca de quatro e começa a meter bem de leve, e como eu estava toda melada de tesão, facilitou a entrada daquele mastro no meu rabo. Senti, no começo um pouco de ardência, mas depois passou e comecei a sentir o maior tesão. Os outros também querem e começam a se revezar, cada hora era um comendo o meu rabinho. Até que um deles fala para eu sentar na pica dele que eu iria sentir uma dupla penetração. Na hora fiquei com medo, pois as picas deles eram todas grandes e grossas, pensei que não iria agüentar. Eu sempre tive vontade de fazer isto, então acabo aceitando. Sento na pica de um deles e começo a cavalgar, quando um outro vem por trás e começa a colocar no meu rabinho. Nossa que delícia. Estava uma sensação maravilhosa, sentia sendo arrombada na minha xoxota e no meu rabo ao mesmo tempo. Que delícia! Era bem melhor do que ter uma pica dentro da xoxota e um vibrador no rabo. Nossa aqueles quatro caras estavam me deixando toda arrombada. Eu acabei não agüentando e gozei muito na pica do cara. Ele sentiu que eu estava gozando e gozou junto comigo, nossa, na hora nem pensei em engravidar, o tesão era tanto que nem deu tempo de pensar. Só sentia aquela porra quentinha dentro de mim. E nisto o outro acabou gozando também, gozou tudo no meu rabo. Foi uma delícia. Enquanto isto, eu estava chupando a pica dos outros dois. Foi aí que os que já haviam gozado se levantaram e ficaram na minha frente enquanto eu dava para os outros dois, da mesma forma. Sentei na pica do cara e comecei a sentir o outro entrando no meu rabo. O tesão voltou rapidamente. Era delicioso sentir duas rolas me arrombando ao mesmo tempo. Uma dupla penetração é uma delícia. Eu ficava mexendo a minha bunda e eles iam me fodendo cada vez mais. E enquanto os dois me fodiam eu ia chupando a rola dos outros dois, que ficaram duras rapidinho. O que estava comendo o meu rabo acabou gozando tudo e a porra dele começou a escorrer entre as minhas coxas, pude sentir o líquido saindo de dentro de mim. E o outro também gozou, juntamente comigo, eu acabei gozando novamente, pois não agüentava de tanto tesão de ser fodida por duas picas ao mesmo tempo. Nossa que delícia, pude sentir a porra de quatro caras se misturando dentro de mim. Aquela porra quentinha foi uma delícia. Eu estava me sentindo uma verdadeira vadia, uma puta de verdade. E nisto os outros dois acabaram gozando novamente na minha boca e rosto. Nossa isto finalizou com chave de outro, pois uma puta de verdade recebe porra na cara e dentro da boca. Foi uma delícia. Terminamos, colocamos a roupa e fomos embora. Eles falaram que gostariam de repetir, no entanto, eu pensei e achei melhor não, pois se o meu noivo descobrir eu estou perdida. Mas foi ótimo. Todas as mulheres um dia poderiam experimentar uma dupla penetração, pois é muito bom. Parece que o atrito dentro da xoxota fica mais intenso, fazendo com que o gozo venha mais rapidamente e com mais intensidade.



Fonte: Lercontoseroticos.com



ZOOFILIA



Ola sou homem branco magro 35 anos 1,70 63 kg e uma bundinha deliciosa que eu adoro exibir na rua. Quando eu tinha 20 anos fui passar as férias no sitio de minha avó, no interior de São Paulo.Meus pais haviam se separado,meu pai era caminhoneiro ficava de 15 a 20 dias longe da casa,minha mãe ficava sozinha nesse tempo todo.Em uma dessas viagens meu pai foi viajar no interior do Nordeste ficaria 20 dias longe de casa,havia um rapaz que era vizinho dele e foi nessa viagem junto com meu pai,acontece que esse rapaz era gay e ficaram 20 dias fazendo sexo.Quando meu pai voltou da viagem anunciou a minha mãe que ele ia morar com o rapaz e se mandou embora com o rapaz,foram morar la no Nordeste. Minha mãe ficou arrasada com a noticia ficou 2 dias sem sair de casa,ficava o tempo todo dentro de casa.Morava perto da casa de minha mãe uma vizinha muito boa,sabendo que minha mãe estava arrasada foi até a casa dela fazer uma visita,deu muita força a minha mãe logo logo ela estava recuperada. Acontece que essa vizinha era chegada numa mulher ela era lesbica e aproveitando a situação que minha mãe estava carente iniciaram um namoro entre elas como moravam no sitio e o pessoal ia comentar minha mãe e a mulher foram embora daquele lugar e não disseram pra onde,portanto eu não tenho noticia nem de minha mãe e nem de meu pai.Estava eu ali no sitio de minha avó depois de muito tempo,cheguei numa segunda-feira a tarde depois de muitos abraços em minha avó e uma tia que morava com ela, fui tomar um banho e descansar. Na manhã seguinte me levantei tomei um café bem reforçado e falei pra minha avó,vou dar uma volta por ai e sai. Tinha andado uns 500 metros me deu uma vontade louca de fazer um cocozinho,como eu estava a beira de um matagal aproveitei e dei uma entrada no meio do mato. Entrei no meio do mato e fui caminhando até que cheguei a beira de um corrego ai pensei oba aqui no meio do mato não vem ninguem vou ficar mais a vontade e tirei a roupa ficando nua. Estando mais a vontade aproveitei pra fazer minha necessidade e pensei não tem papel higienico mais não tem problema eu me lavo depois no corrego e tudo bem. Fiz a necessidade e fui na agua me banhar que delicia de agua,limpinha dava até para beber de tão limpa, fiquei se banhando por uma meia hora que gostoso eu pelada me banhando na agua. Depois disso sai da agua e fui até uma pedra e me deitei,agora vou me bronzear ja que não tem ninguem mesmo, ledo engano meu.Estava deitada de bruços,de repente sinto uma lingua passando em minha bunda,me deu um tesão, dei uma levantada na bunda e uma abrida na perna.Ai a lingua foi mais fundo quando olhei pra tras eu vi um cachorro me chupando, que delicia de lingua ai eu não me controlei mais, o tesão foi mais forte,me levantei e fiquei de 4 o cachorro aproveitando a deixa chupou mais fundo e quando me dei conta ele trepou em cima de mim e tentou me comer,como eu ja estava toda molhada o cachorro naquele vai e vem conseguiu encaixar o penis no meu rabinho e entrou de uma vez só.Estava eu de 4 e um cachorro me copulando fazendo eu de cadelinha dele e ele socava rapido bem rapidinho e eu naquele tesão que eu estava sentindo nem lembrei do tal nó que os cachorros tem,quando me dei conta estava eu engatada no cachorro.Ele virou de costa pra mim,de bunda a bunda que delicia,de repente sinto uns esguichos la dentro o cachorro estava gozando no meu rabinho. Nesse interim nem percebi que havia chegado gente até o local quando olho vejo 2 rapazes a minha frente, um falou pro outro temos uma cadelinha pra nós comer.Vieram até minha direção abaixaram os shorts e as cuecas e deram suas pikas pra mim chupar.Estava eu chupando 2 paus e um cachorro engatado no meu rabinho,veja bem minha situação.Não demorou muito e anunciaram que iam gozar,dai um falou pro outro da leitinho pra cadelinha,faz essa cadelinha beber nosso leitinho.Começaram a gozar e gozaram dentro de minha boca tive que beber tudinho que delicia de leitinho, nesse momento o cachorro desgrudou do meu rabinho e saiu um mundo véio de porra da minha bunda e o cachorro aproveitou pra lamber tudo.Depois que o cachorro me lambeu os rapazes foram ver o estrago que ele tinha feito no meu rabinho.Dava pra enfiar uma mão de tão largo que ficou,um dos rapazes falou pro outro:-tive uma idéia agora.Deitou no chão e mandou eu subir em cima do pau dele e ele começou a comer e cavalgando gostoso no pau dele, o outro rapaz me falou fica quieta sua puta que eu quero tambem veio e socou o pinto no mesmo buraco que o outro estava comendo,isso mesmo pessoal uma dp anal,não foi dificil pois eu estava larga pra caramba.Ficaram mais ou menos uma meia hora me comendo até que gozaram e encheram meu cuzinho de porra.O cachorro estava quieto no canto dele, os rapazes depois que gozaram sairam de perto o cachorro veio e começou a me chupar de novo,se deliciou com a porra dos rapazes,ai o tesão falou mais alto de novo comeceia a rebolar o cachoorro percebendo subiu em cima de mim de novo e numa socada enfiou tudo dentro de mim,como meu rabo estava bem laciado foi até o fundo e não demorou nada estava engatada com o cão.Ficamos 40 minutos nessa posição até que o cachorro desgrudou de mim e me lambeu até deixar eu bem limpinha.Fui tomar um banho e descansar pois ja fazia algum tempo que eu estva de 4 naquele lugar.Descansei um pouco os rapazes estavam ali ainda e falaram um pro outro:- cadelinha vai fazer nós gozarmos de novo.Vieram pra cima de mim enquanto eu chupava um o outro me comia, me comeu até gozar no meu cuzinho e outro gozou na minha boquinha.Depois disso fizeram uma troca quem estava me comendo veio pra mim chupar seu pinto e quem eu estava chupando veio me comer. Foi uma tarde inesquecivel pois fui comida de todas as formas que voces possam imaginar,fiquei varios dias sem sair de casa pois minha bundinha ficou muito dolorida,passado 4 dias sai de novo dar uma volta no bairro mais dessa vez não transei com ninguem,os rapazes que me comeram não os vi mais.É isso pessoal espero que gostem do conto,esse fato aconteceu a 15 anos atras mais parece que foi ontem que aconteceu quando lembro desse fato chego a molhar minha calcinha.Vou ficando por aqui um abraço pessoal,no próximo conto vou contar no dia que mamei um pau de um garanhão.Foi esperma pra todo lado do meu rosto e boca.




                                                                                 
A primeira vez da novinha com uma mulher!

Meu nome é Milena,tenho 23 anos e me considero bissexual,pois gosto de homem,mas adoro chupar bucetas e senti a lingua macia de uma mulher na minha buceta.Esse é meu primeiro conto,tenho um irmão mais novo chamado Jorge que tein uma nomorada linda chamada Bianca (1,70,uns 56 kg,morena,cabelos pretos e olhos verdes uma verdadeira ninfetinha) 

Um dia ela foi na minha casa procurar meu irmão,eu estava usando uma curta e um top e percebi q ela me olhava de um jeito estranho,então logo que percebi sentei do lado dela e coloquei um filme que tinha umas cenas fortes me certifiquei q meu irmão demoraria a chegar.Me aproximei e perguntei porq ela estava triste,e começou a me contar que havia brigado com meu irmão,então começei a fazer carinho eu seu rosto,e deitei sua cabeça no meu colo,ela começou a me contar então começei a falar com ela e começei a baixar a mão indo em direção aqueles lindos peitos,ela acho estranho e logo tirou minha mão,logo abaxei minha cabeça e a dei um selinho naquele momento ela tentou fugir peguei sua mão e coloquei em meu peito,ela achou estranho,falei q ia tirar a blusa pra ela conhecer melhoor,então tirei a blusa e começei a passar meu peito nela,joguei ela no sofá e abri sua blusa e começei a chupa aquele peitinho delicioso ela me empurrou falou q não gostva daquilo q não queria então nessa hora começei a me esfregar nela e fiquei batendo minha buceta na dela,arranquei aquele short minusculo q aquela puta tava usando e começei a chupar ela começou a fica com tesão mais pedindo pra mnha para,mais eu não parava ela começo a gritar nessa hora já não sabia se de prazer ou se era pra mim parar parei de chupar dei um tapa na cara dela,e voltei a chupar então ela começou a gostar e a gemer muito muito mesmo e a gritar que meu irmão nunca tinha chupado ela daquele jeito,começou a puxar meu cabelo,forçando minha cara contra sua buceta gritava,griatava meu nome,falava q qria q eu chupasse ela sempre,q era minha putinha pra sempre ! na hora q ela disse isso,parei de chupar ela e me virei e coloquei na minha buceta na cara dela e começei fazer um movimento de vai e vem,ela chupava tanto q chegava a doer mudamos de posição uma 3 vezes mais a boca dela não largava minha buceta,depois começamos a esfregar um buceta na outra elas se grudavam de tão meladas,ela disse q não aguentava mais então peguei no meu peito e começei a passar o bico naquela bucetinha ela gozou no bico do meu peito logo após eu gozei,nunca tinha tido tanto prazer qndo ela termino de gozar ficou alguns minutos desmaida mais logo voltou a chupar minha buceta parou qndo acabou o filme que eu havia colocado nos vestimos sentamos uma do lado da outra e esperamos meu irmão chegar qndo ele chegou fui pro meu qrto,acho q eles se resolveram e transaram fiquei olhando de longe minha putinha percebeu minha presença e gemeu mais alto ainda 
































Nenhum comentário:

Postar um comentário